A censura aberta a Reinaldo Azevedo

MEU ULTIMO POST NA VEJA http://veja.abril.com.br/blog/reinaldo/meu-ultimo-post-na-veja/ VEJA.com

Este blog nunca poderia imaginar que em pleno século XXI voltaria a ouvir falar em censura, principalmente à imprensa livre.

Diz a Constituição da República Federativa do Brasil, em seu art. 5, inciso XIV e art. 220, parágrafos 1. e 2.:

“Art. 5º Todos são iguais perante a lei, sem distinção de qualquer natureza, garantindo-se aos brasileiros e aos estrangeiros residentes no País a inviolabilidade do direito à vida, à liberdade, à igualdade, à segurança e à propriedade, nos termos seguintes:
XIV – é assegurado a todos o acesso à informação e resguardado o sigilo da fonte, quando necessário ao exercício profissional;
Art. 220. A manifestação do pensamento, a criação, a expressão e a informação, sob qualquer forma, processo ou veículo não sofrerão qualquer restrição, observado o disposto nesta Constituição.
§ 1º – Nenhuma lei conterá dispositivo que possa constituir embaraço à plena liberdade de informação jornalística em qualquer veículo de comunicação social, observado o disposto no art. 5º, IV, V, X, XIII e XIV .
§ 2º – É vedada toda e qualquer censura de natureza política, ideológica e artística.

A Norma é de clareza solar e para não ter que desenhar vou colocar em caixa alta: A IMPRENSA É LIVRE E É RESGUARDADO O SIGILO DA FONTE.

Infelizmente, num ato só visto em regimes ditatoriais e claramente com o intuito de constranger e censurar, o jornalista Reinaldo Azevedo – mais ácido crítico da condução da lava-jato, do todo poderoso Janot e dos excessos da Polícia Federal -, teve divulgada pela PF uma conversa mantida com uma fonte, a irmã do Senador Aécio Neves. Com um detalhe marcante, mesmo Andrea Neves estando grampeada, a conversa nada teria a ver com a investigação, mas apenas crítica à lava-jato e a uma matéria da Revista Veja.

Ético, com a divulgação da crítica à Veja ele achou por bem rescindir o contrato mantido há 12 anos com a revista.

Somente quando estudei sobre a ditadura militar no Brasil, Cuba e sobre a ascensão de Adolph Hitler me deparei com esse tipo de prática. A intenção de desmoralizar, de amedrontar e censurar indiretamente ou mesmo diretamente fomentou a manutenção dos regimes totalitários no mundo e o que se viu já é de conhecimento público a muito tempo.

Aqui, além de tudo, o que se tem é uma verdadeira agressão à nossa Constituição e a imprensa nacional. Diria sem medo de errar que a Constituição foi rasgada.

Temo pelo futuro do Brasil.

Ninguém pode sequer pensar algo contra os mocinhos e todos passaram a ser virtuais bandidos.

Recentemente se viu blogueiros maranhenses sendo levados à Polícia Federal e convidados a divulgar o nome de uma fonte.

Tempos negros.

Tenho certeza de que hoje Ulisses Guimarães tremeu no local do seu descanso eterno.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s