Uma exposição Temerária

Ao longo dos últimos anos este blog sempre se manteve firme em aplaudir, com ressalvas, a operação Lava Jato. Nunca dei apoio 100% por entender que os fins não justificam os meios; que as prisões preventivas por mais de 30 (trinta) dias ofenderiam a Constituição e seriam verdadeiros mecanismos de tortura moderna a ensejar delações insubsistentes (quem quer que duvide que fique preso em uma cela se 2 x 3, ou mesmo 3 x 3 com camas de cimento recobertas com um colchonete de 5 cm e com um vaso sanitário de chão separado da cama por uma meia parede, pra ver se não sai de lá dizendo até que foi o mandante do assassinato do Presidente Kennedy); e que propina é uma retribuição em dinheiro, bem ou favor em função de um benefício decorrente de ato de ofício, ou seja, como no filme “Tropa de Elite” – “quem quer rir tem que fazer rir” -, ou ainda “faça por mim que eu faço por ti”, ou por fim “Uma mão lava a outra”. Tem que ter uma ação para ter uma retribuição. Pois bem, não concordo com muitas coisas, mas não tenho como negar que é um trabalho digno de aplausos em muitos pontos. Porém, muitos outros merecem críticas severas ante o estrago que promovem em vários segmentos.

Eu estava disposto a escrever sobre esportes. Queria destacar a taca que o Vasco levou do Cruzeiro, hehehe (cair de quatro é de lascar) Hehehe; os excelentes jogos das semi-finais da Champions; a classificação do representante maranhense para a semifinal da Liga Nacional de Basquete Feminino; enfim, tinha muitos assuntos amenos e interessantes, mas confesso que tive que deixar tudo de lado para pontuar as últimas aberrações jurídicas e políticas do Brasil.

Com efeito, vi nos últimos dias um Supremo acovardado perante a opinião pública sem pautar a discussão sobre a Prisão após condenação em segunda instância porque o primeiro beneficiário da decisão que certamente corrigirá essa aberração será o ex-Presidente Lula  (a Constituição é a lei maior do País e a nossa diz que ninguém será preso e nem considerado culpado até sentença penal condenatória transitada em julgado). Hoje vi a conclusão do julgamento que limitou o foro privilegiado ao mandato de Deputados e Senadores. Outro fiasco. A Constituição garante o foro para determinadas funções que indica. Obedeça-se a Lei Maior. Esse ativismo judicial já está beirando o ridículo. Se querem legislar deixem a Toga e se candidatem. Se os senhores que são os guardiões da Constituição não a respeitam abrem espaço para todos os demais fazerem igual. Senhores Ministros, me comprem um bode (Não sei aonde vou botar tanto bode que peço), Hehehe. Eu mereço.

Hoje tive o desprazer de, assistindo ao programa policial das 20h (Já faz tempo que deixou de ser o “Jornal Nacional “), ver que levaram a filha do Presidente Temer para depor sobre a reforma da casa dela porque esta seria fruto de propina por um decreto relacionado à gestão portuária. Como diria o Robin: “Santo exercício de criatividade, Batman”. Senhores “intocáveis”, propina é retribuição em forma de benesse por ato praticado. Já ficou provado que essa investigação tá furada e que esse delator viajou na maionese. Desde quando a Lava Jato surgiu que se observa que a propina, quando era propina, era paga como benefício pessoal, não para casa de filho, não para terceiro. Tenham paciência. Aproveitem e me comprem outro bode. Com essas pixotadas vocês colocam em xeque até a credibilidade da operação. Deixem o Presidente e sua família em paz.

Inúmeras já foram as vezes em que “os intocáveis” tiveram que pedir pra arquivar investigações iniciadas com base em delações insubsistentes. Contudo, cada vez que o foco se volta para o Planalto o MP produz instabilidade para o País, o que volta e meia se reflete na economia. Ponham uma coisa de vez na cabeça de vocês: o Presidente Temer pode estar impopular; pode não ser um primor de beleza física, mas seguramente é polido, elegante e um intelectual; pode não ser populista, mas fala a língua dos parlamentares e está botando o Brasil nos trilhos outra vez; pode não ser imortal, mas é best seller (talvez isso incomode os opacos do Supremo que certamente já estudaram em seu livro). Essa perseguição ao Presidente precisa acabar. Deixem o homem trabalhar em paz.

Afinal, essa atual ofensiva nada mais é que uma desnecessária ação que gera uma exposição temerária. O Brasil não merece passar por mais isto. Só espero que amanhã, pelo menos, saia uma nota do Ministério Público pedindo desculpas ao Presidente e a sua família.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s