Contra o #ele não. Pelo #foradino

Na tarde de hoje tive o desprazer de ver uma das mais deprimentes manifestações políticas dos últimos tempos. No estertor do desespero pela possibilidade de verem o Capitão Jair Messias Bolsonaro chegar à Presidência da República, movimentos de esquerda tendo à frente bandeiras do PT, PC do B, etc, engrossavam uma passeata de LGBTs em que todos tinham no corpo camisas e nas mãos bandeiras com os dizeres #ele não. Quanta baboseira. O #ele não deveria ser usado para referenciar todos aqueles que saquearam o País nos inúmeros escândalos que ficaram conhecidos por mensalão, petrolão e tantos outros e não para um dos poucos políticos do País que defendem a família, que prega a presença de Deus no coração e que não esteve envolvido nos mencionados desvios de recursos públicos.

Não bastasse a patética manifestação, esta culminou com mulheres aos beijos em público com outras mulheres, homens se beijando com outros homens e corpos nus em pleno centro histórico. Uma Sodoma e Gomorra do século XXI encravada nos trópicos. Verdadeira degradação humana. Ridículo, deplorável e desnecessário. Não sou contra LGBTs. Cada qual com a sua preferência. Cada um no seu quadrado. Sou contra essas exibições por auto-afirmação. Entre quatro paredes tudo o que se permitam é válido, mas não em público. Pra quê?

Quando um movimento de depuração da política surge voluntariamente no seio da sociedade tentam abafá-lo esfaqueando o agente central ou com passeatas caricaturadas. Não deu certo. Foi um verdadeiro fiasco.

É preciso que entendam que quando o povo quer, ninguém segura. O povo brasileiro quer eleger Bolsonaro, o mito, uma verdadeira figura que se fez não por intermédio de um marqueteiro, mas pela força das verdades que fala e da honestidade que prega.

Da mesma forma, guardadas as devidas proporções, vivemos hoje no Maranhão a onda azul do 15. Levados pelo amor que sentem por uma mulher guerreira que sempre lhes deu afeto e carinho, multidões saem de suas casas para dizer sim a Roseana e não ao perseguidor Dino. O povo não quer os altos impostos que fecham as empresas e que causam o desemprego; não quer mais ver o choro do vizinho ou parente que perdeu seu meio de transporte porque foi vendido no leilão pelo débito do IPVA; não quer ser tratado nas UPAS ou hospitais a base de Dipirona. O povo quer o desenvolvimento de volta; quer o programa do leite, o viva luz, o viva água e o viva gás que vai chegar; o jovem quer o meu primeiro emprego e quer ter empresas se instalando para poder trabalhar. O povo quer obras; quer saúde de qualidade como tinha antes; quer agricultura e educação. O povo quer o Maranhão de volta. Chega de mentiras e perseguição. O povo quer Roseana e por isso vai votar no 15.

A todos vocês que lerem este texto eu peço que o encaminhem para todos os seus amigos e parentes. Troquem o #ele não pelo #foradino.

Lembrem-se: #quemvotaembolsonaronaovotaemcomunista. #quemamaomaranhãodiznãoprodino

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s