Diaz de luta; Diaz de Ordem

Durante todo o processo eleitoral da OAB/MA o editor deste blog se manteve em silêncio, observando o cenário e os atores,  avaliando o trabalho e as propostas dos candidatos. Somente uma vez me manifestei e foi quando do esfarelamento do grupo Repense, haja vista entender que não haveria repensar em uma composição com o grupo que representa o atraso, as práticas imorais, os conchavos, enfim, o retorno ao passado sombrio da OAB, agora mais do que nunca evidenciado pelo espectro comunista que ameaça dominar, também, a última trincheira em defesa do cidadão que é a Ordem.

Apesar dos inúmeros telefonemas e mensagens de Whatsapp que tenho recebido me perguntando em quem votaria, respondia a todos para ter paciência pois a hora ainda era de observação. Queria aguardar o debate de hoje no programa ponto e virgula da Difusora FM para poder declarar meu voto. Não tenho mais idade para errar e se a experiência mostra algo é que, no patamar profissional em que cheguei não se erra sozinho. Pessoas aguardam uma palavra que lhes aponte o norte. Não poderia, portanto, partindo dessa premissa, fazer uma avaliação açodada.

Pois bem.

Lamento que Aldenor não tenha conseguido chegar ao final da campanha pela perseguição que afirmou ter sofrido.

Descarto o candidato do governo comunista (registro que não tenho nada contra sua pessoa e que sequer o conheço, mas sigo o brocardo latino “me diga com quem andas e te direi quem és”) e o faço por entender que não tem ainda o cabedal necessário para a função que pleiteia. Assim, resta analisar os demais concorrentes, não sem antes lamentar que o egocentrismo do grupo do Macieira os levou a não perceber que o candidato a Presidente com chances de vitória seria Pedro Alencar. Foram míopes como foi míope sua administração  aos problemas da classe.

Screenshot_20181122-005218_Samsung Internet

Tenho que o Mozart Baldez desenvolve um trabalho de destaque no sindicato, contudo seu radicalismo o afasta da Presidência da Ordem. Precisamos de diálogo e ações pontuais, não de brigas diárias ou fight com autoridades judiciárias. Não somos hierarquicamente inferiores. Estamos no mesmo patamar e por isso mesmo temos que manter harmonia e respeito. Talvez com uma reflexão profunda sobre suas práticas, entendendo que precisamos de mais Ordem e menos Sindicato, ele possa se tornar uma boa alternativa para o futuro.

Screenshot_20181122-005310_Samsung Internet

Uma grata surpresa nestas eleições foi o surgimento do grupo que tem na Sâmara Brauna sua cabeça de chapa. Mostrou uma nova forma de ver a Ordem e seus problemas. Bastante aguerrida, foi bem no debate, mas sua inexperiência declarada no início do programa afasta, por hora, suas pretensões. Ela tem contexto e boas idéias e num futuro próximo pode ser um grande nome para a alternância de poder.

Screenshot_20181122-005354_Samsung Internet

Thiago Diaz esteve bem no debate. Esclareceu muitos pontos que não estavam bem explicados sobre sua gestão. Mostrou o quanto a Ordem cresceu consigo a sua frente, as várias subseções construídas, salas reformadas e aparelhadas, a reforma do prédio Sede, sem contar na Comissão de Prerrogativas atuante e móvel, além do que, para mim, advogado com 25 (vinte e cinco) anos de formado, me parece ser o seu maior legado, que é a democratização do acesso à reciclagem, aos cursos de atualização profissional. Foram inúmeras as palestras, congressos, cursos e seminários. Se falhas aconteceram, que sejam analisadas e reformados os conceitos no afã de não errar mais. A OAB vem sendo reconstruída enquanto instituição e três anos se mostrou pouco para fazer tudo o que precisa ser feito. Muito sereno e consciente do seu papel, Diaz mostrou que não foge e que não fugirá da luta. Vivemos dias de renovação. É necessário renovar o compromisso de continuar empreendendo as mudanças que a OAB precisa. A Ordem não pode retroceder. Temos Diaz de Ordem. Diaz de continuar lutando por uma OAB inclusiva, que dê apoio ao jovem advogado, que apoie as mulheres advogadas, que auxilie o velho advogado.

Screenshot_20181122-005453_Samsung Internet

Assim sendo, respondo agora a todos os meus amigos e parentes advogados. No dia 23 de novembro, votarei em Thiago Diaz para Presidente da OAB/MA por mais três anos. Espero contar também com o voto de todos vocês.

Estamos em Diaz de luta; Diaz de Ordem; Diaz de vitória.

Anúncios

Após intervenção da OAB foi Preso Vereador que ameaçou Advogado

Foi preso na data de hoje o Dr. Danilo, Vereador Presidente da Câmara Municipal de São Luís Gonzaga que, portando uma arma, ameaçou em praça pública dar um tiro “nomeio da cara” do advogado e ex-Vereador Bismarck Salazar.

Num gesto tresloucado, o Presidente da Câmara, Dr. Danilo, agiu em retaliação à ação do advogado que, no exercício de sua profissão, prestava auxilio jurídico à família de uma criança que faleceu ao nascer prematura por, em tese, falta de assistência médica no hospital da cidade.

Após a ameaça, o advogado entrou em contato com a OAB/MA que, de imediato, acionou o Vice-Presidente da Ordem e Presidente da Comissão de Defesa das Prerrogativas, Dr. Pedro Alencar que, juntamente com o Conselheiro Estadual Sérgio Aranha passaram a acompanhar o caso e a apoiar as ações desenvolvidas pela Secretaria de Segurança Pública através da Superintendência do Interior, capitaneada pelo Delegado Dicival Gonçalves.

Graças à pronta ação da OAB e da Polícia Civil, o Presidente da Câmara foi convidado a comparecer na Delegacia de Polícia para prestar esclarecimentos sobre o ocorrido, em ato presidido pelo Delegado Regional Élson. Após permissão, foi determinada busca no veículo do Dr. Danilo, onde foi encontrada uma arma de fogo, tipo revólver, calibre 38 que, por não possuir registro, foi apreendida e não tendo o condutor autorização para porta-la foi de imediato preso em flagrante delito por porte ilegal de arma de fogo.

De parabéns a Superintendência de Polícia Civil do Interior e a OAB/MA que através da sua Comissão de defesa das Prerrogativas do Advogado soube agir prontamente em defesa do seu membro. O advogado é indispensável à administração da Justiça e como tal não pode ser impedido de exercer sua profissão por ação de quem quer que seja, muito menos em decorrência de ameaça.

Essa é a ação que se espera da OAB. Imediata e em defesa dos Advogados.